Cama não é tudo igual!

Arquiteta Patricia Penna explica como escolher o melhor estilo para o projeto do dormitório. Além de ser fundamental para saúde e bem-estar, a peça tem papel muito importante na decoração do ambiente


A referência oriental é o destaque desta cama executada no dormitório assinado pelo escritório Patricia Penna Arquitetura & Design | Foto Leandro Moraes


A cama pode ser considerada o elemento mais importante do quarto. Ela é imprescindível para nosso descanso, e sua qualidade reflete diretamente em nossa saúde e bem-estar. Dessa forma, uma boa cama faz toda diferença. Mas, ao abordar uma peça tão significativa, não podemos deixar de lado a sua relevância na composição do décor. “Por, normalmente, ocupar um espaço maior que as demais peças, é fundamental que a cama esteja em harmonia com os demais elementos do quarto, como materiais e acabamentos aplicados”, explica a arquiteta Patricia Penna, à frente do escritório Patricia Penna Arquitetura & Design, que em seus projetos aposta em modelos que se destacam pelos estilos e características que marcam a decoração. Acompanhe as dicas da profissional:


Vista de alguns ângulos, a cama de base recuada tem uma marcenaria de aparência leve, que parece flutuar | Foto Leandro Moraes